quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

MACACO QUE FUMA VAI AO PR


Conhecido como o macaco fumante, o chimpanzé Omega, de 12 anos, desembarca hoje, às 19h30, no Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, Grande São Paulo. Ele foi resgatado pela ONG Animals Lebanon de um zoológico no Líbano, fechado depois de denúncias de maus-tratos.

Após ser liberado pela alfândega brasileira, o bicho seguirá de caminhão para São José dos Pinhais, no Paraná, onde vai morar no Instituto Conservacionista Anami. 'Será uma alegria recebê-lo', diz a dona do santuário, Anita Starostik. 'Aqui é proibido fumar, portanto ele não vai fumar.'

Omega pesa 60 quilos, nunca subiu em árvore nem teve contato com outro chimpanzé, segundo a agência internacional de notícias Associated Press (AP). O primata foi treinado para fumar narguilé nos primeiros anos de vida, em um restaurante, para entreter os clientes. Quando cresceu, Omega ficou forte e foi enviado a um zoológico na cidade de Ansar, onde ficou por dez anos. Neste período, apesar de estar em cativeiro, visitantes do espaço jogavam cigarro para ele.


Disponível em: http://estadao.br.msn.com/ultimas-noticias/artigo.aspx?cp-documentid=26273473

Rafael H. Marcon Pereira.

terça-feira, 9 de novembro de 2010

ASSOCIAÇÃO MATA CILIAR

FONTE: Jairo Biólogo.

FONTE: Jairo Biólogo.

FONTE: Jairo Biólogo.

FONTE: Jairo Biólogo.

FONTE: Jairo Biólogo.

A Associação Mata Ciliar localizada na cidade de Jundiaí no estado de São Paulo está destinado aos cuidados de animais silvestres. Esses animais chegam até a Associação ou por meio de apreensão de animais silvestres ou por resquícios de matas localizadas dentro de cidades. Os animais passam dias, semanas, meses ou até anos na associação se recuperando para logo em seguida ser solto em algumas matas da região do estado do Paraná, podendo ser o Parque Nacional de Foz do Iguaçu, aonde os animais são mais liberados ou nas matas do estado de São Paulo. Os animais que não possuem condições para serem soltos nas matas passam o restante de suas vidas no alojamento (gaiolas ou jaulas). Esses animais são vitimas do homem, que por algum intermédio, querendo ou não querendo interferiu na natureza e a provocou algum tipo de abalo. Jairo um grande amigo e Biólogo da Associação Mata Ciliar relata que “em setembro de 2009 chegou para nós um filhote de Bugio (Aloutta fusca clamitans), ele chorava muito, pedia colo a todo o momento, teve que ser tratado durante meses com mamadeira, tudo isso aconteceu porque a sua mãe foi morta eletrocutada, em uma área aonde construíram um condomínio fechado, ou seja, uma ação antrópica... triste, mas atualmente o pequeno Bugio vive bem, recebeu até um nome, se chama Abu, mas acabou se acostumando com os humanos”. Jairo também comenta pra mim um sucesso que ocorreu para eles lá dentro da Associação Mata Ciliar, “reabrimos o CRAS, passamos a voltar a receber os animais de apreensão, os animais de Maringá é um caso a parte, pois deveriam ser destinados a um santuário e não a um CRAS”. Jairo comenta também que, “não tem como eu dizer mais ou menos quantos animais nós reabilitamos por mês, porque depende da situação de que eles chegam... estamos conseguindo bastante sucesso sim, embora muitos morram”. Também em outras conversas mais descontraídas Jairo fala que a maioria dos animais possui nomes e os animais entendem qual nome foram dados a eles, os animais que receberam o nome são aqueles que não vão voltar para a mata. Alguns animais possuem nomes bem divertidos, como tereré que é uma jaguatirica, gardenal, robocop, castanho, smeagol, idi e Abu que são os bugios. Jairo disse que “nos temos setenta felinos e todos possuem nomes, alguns deles são o Google, natalu, geléia, pig, xilazina, amora, volt guaraná e entre outros nomes divertidos”. Para quem quiser conhecer um pouco sobre a Associação Mata Ciliar, o link do site está aqui disponível (http://www.mataciliar.org.br/). Quero deixar esse pequeno texto e pedir mais preservação a todos.
Pra quem quer conhecer mais o Jairo Biólogo ou sobre o trabalho dele aqui está o link do Orkut dele (http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=2962683567481933480).



Rafael H. Marcon Pereira.

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

COMO VIVEM OS MACACOS EM MARINGÁ


Quando algumas pessoas que vêem de fora e não conhecem Maringá ou mesmo as pessoas daqui mesmo da cidade, vão até os bosques ou até os parques de Maringá para passear e contemplar a bela natureza acaba deparando com alguns pequenos primatas, como o Sagui (Callithrix argentata leucippe) e o Macaco-prego (Cebus nigritus) que são as únicas espécies de primatas encontrado na cidade, são dóceis, curiosos, mas também podem ser agressivos. Podemos pensar como eles vivem e como é a vida deles dentro desses pequenos fragmentos de mata. Para a população e para a prefeitura é muito lindo, maravilhoso, ter esses animais ali, atraem mais turistas, mais pessoas para a cidade, passam um pensamento como a cidade é verde e maravilhosa, mas esquece que esses animais sofrem muito em morar em um pequeno espaço de fragmento de mata, a variedade de comida é limitado, o território é limitada, a reprodução acaba por final também sendo limitado, porque os mesmos descendentes, com os mesmo genes acabam se reproduzindo e assim podendo nascer filhotes estéreis ou com má formação. Muitos desses primatas acabam perdendo parte de seu corpo quando tentam buscar comida fora do parque, eles precisam passar primeiro por uma barreira que é a cerca, aonde ali muitos se machucam ou já se machucaram, vão até as calçadas e reviram lixos, dentro dos lixos acabam encontrando latinhas, copos e garrafas quebradas, plásticos e muitas outras coisas que venham a cortar, também quando reviram lixos acabam comendo todos os tipos de alimentos que não são básicos para a sua nutrição, sem falar que a própria população acaba alimentando eles. Seria mais fácil e seguro fazer a retirada dos primatas e encaminhá-los até centros de tratamentos ou reservas, isso traria uma melhor segurança para a população e um grande bem estar para os primatas. Lembrando que para fazer a retirada desses primatas não é fácil, mas também não é impossível, há várias maneiras e a mais fácil de todas é a armadilha viva, caixotes contendo algum tipo de isca (frutas) que os atraem até lá dentro e os prendem, mas lembrando que sempre o macaco que vai primeiro é o macaco isca do mando ou pode ser o macaco alfa. A prefeitura deveria ser mais ligada nisso, ter mais responsabilidade, não é a própria prefeitura que diz que a cidade é a cidade verde, então comece a dar melhor valor à natureza, fazendo a retirada desses primatas e s levando a um lugar melhor.

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

ÁCIDO NUCLEICO PROTEGE PRIMATAS DO VÍRUS EBOLA




Análogos de ácido nucleico empregados normalmente para modificar a expressão genética conseguem imunizar os primatas dos letais efeitos do vírus ebola, segundo publica esta semana a revista Nature Medicine.

Trata-se das substâncias conhecidas como oligômeros de morfolino e embora não tenham sido ainda testadas em voluntários humanos, este achado abre as portas para futuros tratamentos em pessoas.

Não existem vacinas nem tratamentos terapêuticos contra um vírus tão patogênico como o Ebola e o de Marburg, que causam uma febre hemorrágica com taxas elevadas de mortalidade.

Um grupo de pesquisadores do Instituto Militar de Pesquisa Médica de Doenças Infecciosas dos Estados Unidos descobriu que a injeção desses oligômeros para atacar os genes virais evitava a morte dos símios nos quais foi aplicado o tratamento.

Os animais ficaram protegidos de uma eventual infecção inclusive se o tratamento fosse fornecido uma hora após sua exposição ao vírus, o que indica o potencial dessa substância como tratamento de emergência.

As informações são da EFE

DISPONÍVEL EM: http://noticias.terra.com.br/ciencia/noticias/0,,OI4638032-EI8147,00-Acido+nucleico+protege+primatas+do+virus+ebola.html


quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Homem Primata - Titãs

Homem Primata


Desde os primórdios
Até hoje em dia
O homem ainda faz
O que o macaco fazia
Eu não trabalhava
Eu não sabia
Que o homem criava
E também destruía...

Homem Primata
Capitalismo Selvagem
Oh! Oh! Oh!...(2x)

Eu aprendi
A vida é um jogo
Cada um por si
E Deus contra todos
Você vai morrer
E não vai pr'o céu
É bom aprender
A vida é cruel...

Homem Primata
Capitalismo Selvagem
Oh! Oh! Oh!...(2x)

Eu me perdi
Na selva de pedra
Eu me perdi
Eu me perdi...

"I'm a cave man
A young man
I fight with my hands
(With my hands)
I am a jungle man
A monkey man
Concrete jungle!
Concrete jungle!"

Desde os primórdios
Até hoje em dia
O homem ainda faz
O que o macaco fazia
Eu não trabalhava
Eu não sabia
Que o homem criava
E também destruía...

Homem Primata
Capitalismo Selvagem
Oh! Oh! Oh!...(2x)

Eu aprendi
A vida é um jogo
Cada um por si
E Deus contra todos
Você vai morrer
E não vai pr'o céu
É bom aprender
A vida é cruel...

Homem Primata
Capitalismo Selvagem
Oh! Oh! Oh!...(2x)

Eu me perdi
Na selva de pedra
Eu me perdi
Eu me perdi
Eu me perdi
Eu me perdi...

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Um aparecimento como um ninja

Reserva Biológica das Perobas

Estavamos andando ao redor da Reserva das Perobas que se localiza entre Cianorte e Tuneiras do Oeste, as duas cidades localizada no Paraná, dentro da camionete da força verde, quando observamos um vulto preto muito rápido em cima das árvores, na primeira impressão não sabiamos o que era, mas tinhamos uma idéia que era alguma espécie de macaco, paramos rapidamente a camionete e quando olhamos ao topo da árvore observamos que era sim um macaco e ainda da espécie Macaco-prego (Cebus nigrittus), não conseguimos nenhum registro fotográfico porque eles se dispersaram rapidamente mata a dentro. Isso quer dizer que a fuga deles é porque eles não estão acostumados a presença de humanos e nem ao barulho de um veículo, isso é um sinal bom, sinal que serão difíceis de ser pego para qualquer uso. Eles deveriam na borda da mata observando ou se alimentando, como não deu para observar fiz apenas uma suposição. Macacos-pregos devem ser respeitados e conservados em seu próprio hábitat por ser um grande dispersor de sementes, e são bons para fazer forragiamento.

domingo, 8 de agosto de 2010

Um outro sucesso, uma outra reedescoberta, "Primata que se acreditava extinto é fotografado pela primeira vez"


O lóris-delgado-vermelho ou lóris-delgado-da-planicie-horton (Loris tardigradus nycticeboides), ele é tão raro que se acreditava que estava extinto, não é um primata brasileiro, mas ele mereçe um comentário. Esse mamífero de pequeno porte de aproximadamente 20 cm foi fotografado nas florestas montanhosas da parte central do Sri Lanka pelos pesquisadores da sociedade zoológica de Londres. O pequeno primata pertençe a uma das subespécies de lóris-delgado-vermelho, ambas ameaçadas pela perda de hábitat. Seus grandes olhos lhe dão uma visão noturna que lhes permite caçar insetos no escuro. Lembrar que os homens em qualquer parte do mundo anda desmatando flores e por isso muitos dos animais mais fracos ou mais belos estão desapareçendo, ou tomamos uma atitude drástica ou daqui muitos anos só iremos velos em fotos e vídeos.


Fonte:
http://www1.folha.uol.com.br/ciencia/769070-primata-que-se-acreditava-extinto-e-fotografado-pela-primeira-vez.shtml

Mais um sucesso, uma "Nova espécie de primata é descoberta na Amazônia".


A agência Amazônica de notícias informa que uma nova espécie de primatas foi descoberto na Amazônia, é uma espécie de sagui que é um primata de pequeno porte, chamado de saium-dos-índios-mura (Saguinus fuscicollis mura), pesa em torno de 300 gramas e mede 50 cm da sua cabeça a sua calda. A espécie foi descrita recentemente e é endêmica de uma área de floresta de terra firme situada entre os rios Madeira e Purus no Amazonas. Os pesquisadores e descobridores foram o José de Souza e Silva Júnior do Múseu Emílio Goeldi de Belém, durante uma expedição feita em 2007. O pequeno primata apresenta a pelagem marrom escura e sela mosqueada de ocre e marrom quase negro. A cauda é negra e o ventre marrom avermelhado, a espécie não apresenta sobrancelha branca, que é característico em alguns táxons do grupo, eles também ocorrem em grupos pequenos de em torno de cinco a seis indivíduos. Esse primatas de pequeno porte possui unhas modificadas em guarras e se alimentam de frutos e insetos. Uma outra característica muito interessante dessa espécie é que as fêmeas geralmente têm gêmeos.

Fonte:
http://www.agenciaamazonia.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=477:nova-especie-de-primata-e-descoberta-na-amazonia&catid=1:noticias&Itemid=316

"Por isso que digo sempre, a Amazônia têm muita coisa para mostrar para nós e por isso devemos preserva-la".

terça-feira, 29 de junho de 2010

MACACOS E BANANAS


Lá no sítio da cabana
da lavoura de banana
só sobrava a plantação.
Mas foi feita a barricada
e a base preparada
para prender o ladrão.

O dono da bananeira
preparou a cartucheira
e ficou lá de plantão.
Não viu o que aconteceu
o bicho todo comeu
não ficou nem o botão.

Um barulho na cascata
mexeu os galhos na mata
ele preparou a munição.
Pisaram na sua garganta
roubaram a sua janta
e fugiram na escuridão.

Aí,o homem ficou surpreso
quando o farol foi aceso
que estava no caminhão.
Ficaram todos envoroçado
era bicho pra todo lado
tinha macaco de montão.

Encurralaram a macacada
e foram descendo a bordoada
sem ter dó,nem compaixão.
Quando o pau aterrissava
era so macaco que pulava
em tudo quanto era direção.

E durante quase uma semana
não sumiu nenhuma banana
não esqueceram o clarão.
Mas soube que no outro dia
sumiu ,uma carga de melancia
la no sítio do Simão.
GIL DE OLIVE

sexta-feira, 30 de abril de 2010

MACACO-ARANHA (Ateles geoffroyi)




O Macaco-aranha (Ateles geoffrovi) é um macaco fabuloso, seu nome vem do nome aranha, porque quando trepa em árvores movem-se em grande rapidez igual a uma aranha faz em sua teia, mas não é só por isso que ele recebeu esse nome, é também pela pelagem e pelos seus longos membros. Esse animal ele é muito predado pelos carnívoros e o pior de todos não é ser predado por uma onça, mas sim ser morto pelo homem, o que o homem mais faz para matar esses animais é destruindo a floresta amazônica, aonde eles mais vivem.

Uma observação nesses macacos é que eles preferem utilizar a sua calda para se pendurar, com isso ficam disposto pés e mãos para poder alimentar-se ou se divertir. Mas se você oferecer algo a eles, primeiramente utilizará sua calda para pegar o objeto, por isso que sua calda é super importante ao seu corpo.

A reprodução ocorre em qualquer época do ano, a gestação dura entre 226 e 232 dias, ao nascimento do filhote (porque só nasce um por gestação), irá pesar em torno de 340 g e têm pelos castanhos. Por 4 a 5 meses irá ficar agarrado na barriga da mãe, depois desse período ficará pendurado nas costas. A fêmea cuidará dele até os 10 meses de idade. A maturidade sexual da fêmea ocorre por volta dos 4 anos, enquanto os machos se tornam férteis aos 5 anos de idade. È difícil distinguir o sexo dessa espécie, pois a fêmea do macaco-aranha tem o clitóris maior do que o comum, o que o torna semelhante ao pênis dos machos.

segunda-feira, 26 de abril de 2010

CONSTRUÇÃO DA USINA BELO MONTE NO PARÁ, SOU CONTRA E VC?




Você também é contra ou a favor a essa destruição? Eu sou contra e vc? A contrução dessa Usina Hidrelétrica topederá trazer o caus, ali nessa região morram centenas de índios, fora esses índios podemos encontrar uma bela fauna e flora, algumas dessas plantas nunca foram catalogadas e com a construção dessa hidrelétricas serão perdidas com a imundação da água.
Porque não aproveitar esse dinheiro e investir em energia renovável como: a energia solar, a energia eólica e a energia de biomassa (que são materiais orgânicos decompostos), eu digo de minhas palavras, será que para eles uma hidrelétrica vai trazer mais dinheiro, isso é óbvio que sim, mas porque não a energia renovável? Não traz dinheiro também e ainda menas destruição ambiental? São perguntas que eu não consigo responder e queria saber de nossos líderes, os nossos políticos, "Nunca na história deste país".
Eu espero que ainda essas pessoas pensam bem o que vão fazer, porque a natureza ta ai e ela sempre devolve em dobro, e devolve em destruição, um exemplo é as catástrofes que aconteçeram no Rio de Janeiro. Não escrevi muitas coisas, mas esse assunto deveria ser mais abordado pela mídia profundamente, de toda a imprenssa só uma debateu esse assunto e ainda debateu pouco, mas vale um pouco a ser falado do que nada. Para quem quer saber mais sobre isso entre nesses links, aqui vocês poderão saber mais, mas mesmo assim eu agradeço por todos a terem lido esse pequeno texto (http://www.socioambiental.org/esp/bm/index.asp); (http://www.greenpeace.org/brasil/pt/)

OBRIGADO A TODOS.

RAFAEL HENRIQUE MARCON PEREIRA